Estrias têm solução?

Estrias são problemas estéticos extremamente comuns. Prova disso é que oito em cada 10 mulheres tem a pele estriada. Essas marcas avermelhadas ou brancas podem aparecer na barriga, nas mamas, nas pernas, no bumbum, nos braços e nas costas, mas, independentemente do local no qual elas surgem, as estrias comprometem – e muito – a autoestima feminina.

Se você tem estrias, já deve ter ouvido que esse problema não tem cura e, talvez, tenha ficado desanimada com essa informação, acreditando que jamais conseguiria se livrar dessas marcas tão indesejadas. Será que realmente essa informação procede? Confira nosso artigo e descubra se as suas estrias têm solução!

O que são estrias

As estrias nada mais são do que marcas na pele provocadas pelo rompimento das fibras de elastina e colágeno. Essas fibras são as principais responsáveis pela sustentação, elasticidade e tonicidade da cútis. Ou seja, para amenizar o aspecto das estrias, a solução seria repor a elastina e colágeno perdidos pelas células cutâneas.

No caso das estrias brancas, mais antigas e profundas, é realmente mais difícil conseguir remover essas marcas, mas não impossível. Já as estrias avermelhadas podem ser removidas com mais facilidade, por meio de tratamentos estéticos e uso de cremes tópicos.

Laser de CO2 fracionado: tratamento eficaz na remoção de estrias

Um dos tratamentos estéticos mais eficazes na remoção de estrias é o laser de CO2 fracionado. Esse procedimento garante uma pele mais firme, lisa e sem marcas indesejadas.

Na primeira sessão já é possível notar a pele mais uniforme, já que o laser de CO2 fracionado atenua cicatrizes, rugas e também a pele estriada. O melhor de tudo é que o procedimento é simples, acessível e não invasivo.

Carboxiterapia: estimulando a produção de colágeno e elastina

A carboxiterapia também é um ótimo tratamento estético para amenizar as estrias, pois ele estimula a produção de colágeno e elastina, além de promover a renovação celular, melhorar a textura da cútis e deixar a pele mais lisa, uniforme e sadia, totalmente livre de celulite, estrias e flacidez.

Em geral, é preciso fazer 10 sessões de carboxiterapia para obter melhores resultados, mas o tempo de tratamento pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com o volume de estrias e com a cor das marcas. Vale a pena lembrar que as estrias avermelhadas, por serem mais novas e superficiais, acabam desaparecendo primeiro.

Peeling de diamante: descama a pele marcada

O peeling de diamante, também chamado de microdermoabrasão, é um procedimento que elimina a camada superficial da pele, de maneira gradual e suave, promovendo uma leve descamação e a regeneração celular da área tratada. Para garantir um efeito mais satisfatório, esse peeling deve ser realizado em clínicas estéticas de confiança, por profissionais especializados. Além disso, a microdermoabrasão deve ser associada a outros tratamentos estéticos, como aplicações de ácido retinóico, ascórbico e glicólico, a subcisão, a luz pulsada e a intradermoterapia.

Cremes antiestrias: tratamento tópico para marcas novas

Para tratar estrias mais recentes e superficiais, os cremes tópicos podem ser bons coadjuvantes nesse processo. As melhores fórmulas antiestrias são as que possuem ácido retinóico, fatores de crescimento, silício orgânico e ativos hidratantes na composição.

Os resultados da aplicação desses cremes dependerão diretamente da qualidade do produto, da disciplina do tratamento e da forma como cada tipo de pele reage.
Como é a sua relação com as suas estrias? Já fez algum desses tratamentos estéticos antes? Eles realmente foram a solução para seu problema? Comente com a gente sobre os resultados que você obteve!

WhatsApp chat